A PERCEPÇÃO ATRAVÉS DO ESPÍRITO

A PERCEPÇÃO ATRAVÉS DO ESPÍRITO

Khalil Gibran, poeta libanês famoso por “O Profeta”, que abordava espiritualidade, amor e autoconhecimento, é de sua autoria a frase: “Seu coração conhece em silêncio os segredos dos dias e das noites”. Enfatizava também a importância da sabedoria interna para a felicidade, revelando que as questões que envolvem os processos cognitivos vão além das estruturas físicas e lógicas.

As conformações pedagógicas atuais focam o aprendizado nas ideias relacionadas aos nossos sentidos, principalmente através das percepções visuais e auditivas. Sucede desta forma um processo limitante, aonde o desenvolvimento do pensamento fica restrito apenas aos mestres educadores, reduzindo a reflexão e a autonomia.

Uma nova forma didática deve abordar melhor os temas que envolvem as conexões emocionais com nossa essência interior. É necessário desta forma a libertação espiritual. Essa liberdade do espírito permite um avanço ilimitado de consciência. Seus passos iniciais consistem num aprofundamento conectado consigo mesmo e com o universo, identificado inclusive com a máxima socrática “conhece-te a ti mesmo”. O ramo da filosofia que estuda este fenômeno é a epistemologia, e ali encontramos os fundamentos psíquicos que procuraremos desvendar.

O raciocínio espiritual tem suas raízes na intuição, na reflexão e na experiência subjetiva, e busca compreender além do que a razão e os sentidos podem alcançar. Ao nos conectarmos com nós mesmos, abrimos portas para essa possibilidade. Além disso, ao contemplarmos os princípios que regem a natureza, encontramos serenidade e uma correspondência com algo maior, permitindo-nos descobrir respostas profundas sobre o mundo ao nosso redor. Há ainda fatores que antecedem esta libertação espiritual, que é a vontade estimulada pela curiosidade, estruturando os pontos de partida para o desenvolvimento dos demais processos intelectivos.

Importante destacar que a liberdade da alma permite uma comunicação com espíritos evoluídos, abrindo insights intuitivos. Por outro lado, a expansão dos horizontes mentais também inclui desafiar o medo, o apego e as crenças limitantes, a resistência às mudanças e as influências negativas. Superá-los requer coragem, autodescoberta e busca constante pela verdade. Contudo, para não correr riscos que possam ferir seu inconsciente, cultive a humildade, a gratidão e ame incondicionalmente o universo e todos os seres.

Enfim, lembre-se que a jornada evolutiva é pessoal e única, acreditando que há apenas um Deus e o caminho para encontrá-lo é através de Jesus Cristo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mauro Falcão
Mauro Falcão

Na busca pelo conhecimento e a reflexão crítica.

Últimos Artigos